7 Regras de Ouro Para Aprender Inglês de Maneira Eficaz

Aprender inglês não significa falar perfeitamente. O inglês é a terceira língua do mundo em número de falantes que o têm como língua materna (entre 300 e 400 milhões de pessoas), bem como a terceira mais falada, atrás do mandarim e do espanhol, se você contar também com aqueles que o falam .a segunda língua deles é mais 200 milhões de pessoas.

Hoje em dia, o domínio dessa língua é de vital importância. Para ter acesso a bolsas de estudo em países ao redor do mundo, mesmo que eles não falem inglês, é necessário um nível mínimo de inglês. Por isso, o Mas Oportunidades compartilha com você estas 7 regras de ouro para aprender inglês que serão úteis para o teste TOEFL, assim como alguns truques simples para ser bom em falar a língua mundial.

Se você quiser aprender de forma mais rápida recomendo que você estude, e você pode acessar o melhor curso de ingles online e começar os estudos de sua casa mesmo.

Os truques para aprender inglês de forma eficiente e as 7 regras de ouro são:

1. Aprenda frases em inglês, não apenas palavras individuais

Por que memorizar uma folha cheia de palavras isoladas se você nunca vai usá-las individualmente? Ninguém fala com base em palavras, mas em frases.

Portanto, toda vez que você encontrar uma palavra nova e desconhecida, não a escreva individualmente, grave-a em uma frase. Desta forma, você aprenderá não apenas seu significado, mas também sua estrutura e contexto.

Quando chegar a hora, quando você se encontrar na posição de ter de dar uma explicação, não apenas essa palavra virá à sua mente, mas também muitas informações convenientes.

2. Não estude gramática

Segundo Hoge, quando falamos, não temos tempo para pensar em estruturas gramaticais, apagar e corrigir erros. Isso porque, embora a gramática seja muito importante para a escrita correta, não é a base fundamental para a fala.

Você não aprendeu gramática antes de falar sua língua materna, você a internalizou depois de ouvir muito. Quando você tinha uma base sólida, era quando você aprendia gramática, estruturas e tempos verbais. Essa é a proposta do método Hoge.

3. Aprenda com seus ouvidos, não com seus olhos

Quando você fala inglês, palavras e frases são ouvidas, não vistas. No entanto, a maioria das escolas insiste em ensinar através dos olhos, por meio de livros didáticos.

Por sua vez, Hoge acredita que ouvir é a regra mais importante se você deseja aprender línguas, não apenas inglês. Graças à escuta ativa e frequente de material audiovisual, você aprenderá muito vocabulário, gramática, fórmulas e expressões.

Certamente, você tem que começar ouvindo um inglês fácil que você consiga entender 95% (como é feito com crianças), não usando textos complicados de sociologia, costumes culturais e aquelas coisas que os editores insistem em apresentar nas primeiras aulas.

Todas as manhãs ou todos os tempos livres, devemos ouvir inglês. Programas infantis, audições , séries de televisão ou filmes simples. A princípio, será necessário e recomendado o uso de legendas, mas não em sua língua materna, mas em inglês, para que nos permitam estabelecer a relação entre o texto e a pronúncia.

4. Aprenda profundamente

Aprender profundamente significa, basicamente, repetir coisas até enjoar.

A maioria das escolas tem pressa em seguir em frente e incorporar novos conteúdos, mais gramática, mais palavras, mais texto. O problema é que quanto mais alto o volume, mais fácil é esquecer.

É por isso que a repetição é muito importante. De acordo com Hoges, se você aprender algo hoje, deve repetir duas ou três vezes por semana, durante duas semanas; ou mais, se você considerar que ainda não o assimilou totalmente.

Aprender um idioma não é uma carreira e passar para a próxima lição se você ainda não internalizou a anterior é um verdadeiro erro. Aprenda as coisas profundamente por meio da repetição e você dominará o vocabulário e a gramática.

5. Estude as mesmas histórias em diferentes tempos verbais

Cada vez que repetimos algo, o internalizamos, e nesse aprendizado é fácil fazer pequenas modificações que nos permitem entender a diferença entre os tempos verbais. No entanto, os livros didáticos nos oferecem novas histórias para expandir o conteúdo que ainda não dominamos.

Portanto, aprenda histórias simples e depois mude os tempos verbais. Com o uso e a prática, você entenderá a conjugação e a gramática da mesma forma que os falantes nativos.

6. Use apenas material real em inglês

Chega de livros didáticos insípidos e enfadonhos, use apenas livros e revistas do mundo real. Leia coisas do seu interesse, visite blogs e sites de que goste e acompanhe a série em sua versão original.

Comece com coisas simples, obviamente, mas você se acostumou com o inglês de verdade. Os livros costumam usar  audições  artificiais interpretadas por atores e, depois de anos de aulas, quando você encara a realidade, descobre-se que você não entende absolutamente nada.

Você não quer falar inglês como um ator de livro didático, você quer falar inglês nativo; Portanto, ouça e absorva o material do mundo real.

7. Faça exercícios de “ouvir e responder”, não exercícios de “ouvir e repetir”.

Esta regra é muito poderosa e fundamental para aprender inglês de forma rápida e eficaz. Em geral, as escolas de inglês incentivam os alunos a repetir frases, mas isso não é suficiente para internalizá-las profundamente. Você tem que dar um passo adiante e tentar responder.

Se o exercício consistir em um texto, deve-se desenvolver uma série de perguntas fáceis que nos convidem a buscar e desenvolver respostas simples. Mesmo que não saiba a resposta, você será forçado a pensar, fazer suposições ou se desculpar em inglês. Exatamente como acontece na vida real.

Finalmente, há a opção de fazer um investimento único em sua vida. Estude e viaje por um tempo para um país de língua inglesa. Confira esses tipos de cursos de inglês que também podem ser úteis nos Estados Unidos, Austrália ou Nova Zelândia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *